GBP não consegue manter os ganhos

Como o clima mudou nos últimos dias no GBP! Na sequência dos resultados das eleições no início deste mês, que viram Boris Johnson ganhar com uma maioria retumbante, a euforia elevou a GBP a altas acima de 1,3500 contra o USD, enquanto o EUR/GBP caiu para 0,8300, mas não conseguiu manter ganhos.
Tudo isso se deve à mudança de postura do primeiro-ministro, que se aproximou um pouco mais do Brexit na semana passada, que optou por anexar uma emenda ao acordo de saída que passou pelo parlamento na semana passada com uma maioria de 234 de 358 . A emenda exclui uma extensão do período de transição, no qual o Reino Unido e a UE terão que estipular um acordo – algo que muitos acreditam ser um objetivo irrealista, dada a história da UE em reservar um tempo para chegar a acordos – foi necessário 7 anos para chegar a um acordo com o Canadá, por exemplo.
Isto, efectivamente, coloca um duro Brexit de volta na mesa, e a UE não se está a preparar para esse cenário mais uma vez, pois sem dúvida tentará fechar um acordo que mantenha condições equitativas para o comércio, se o Reino Unido quiser ter acesso aos mercados europeus. A equipa de negociação do Reino Unido terá o trabalho interrompido em 2020 e essa nova perspectiva de uma possível saída (saída completa) em Dezembro de 2020 sem um acordo, pressionou o GBP novamente.

Não houve alterações no BoE

O Banco da Inglaterra manteve as taxas inalteradas e a divisão de votos também foi a mesma, com o Haskel e Saunders a discordar mais uma vez. O ponto principal da reunião foi o fato de o BoE ter apontado que agiria se o chamado “retorno de Boris” não tivesse efeito. A compra de ativos também permaneceu a mesma e isso leva-nos a pensar qual seria o próximo passo se as perspectivas para o Reino Unido se deteriorarem.
O BoE podia reduzir as taxas ou aumentar o programa de compra de ativos no caso de um Brexit desordenado. O BoE também disse que o crescimento global tem mostrado tentativas de recuperação desde a reunião de novembro da MPC. Eles comentaram que as questões relacionadas à guerra comercial entre os EUA e a China se dissiparam um pouco.
Numa reação inicial, o GBP fortaleceu-se, pois foi sugerido que alguns analistas esperavam que o BoE fosse um pouco mais dovish. O GBP/USD está a ser negociado agora abaixo do nível 1,31 e parte do movimento inicial mais alto foi reduzido. EUR/GBP saiu da zona de suporte de 0,8472.

Destituição de Donald Trump

A Câmara dos Deputados dos EUA votou no julgamento da destituição para Donald Trump e, pela terceira vez na história, passou e agora passará para o Senado, onde os republicanos têm maioria. No entanto, não há reação do mercado a isso, pois isso agora precisa ser aprovado no Senado, onde os republicanos detêm a maioria e, portanto, é improvável que aprovem.
Os republicanos têm uma vantagem de 53-47 no Senado. A condenação e destituição precisa de 67 votos. Nenhum republicano do Senado sinalizou que votaria para expulsar Trump.
Então, neste momento, precisamos observar as notícias e ver se algum republicano vai votar contra o Trump. As chances de impeachment ainda são muito baixas, mas é um momento interessante na política dos EUA que se encaminha para as eleições de 2020. No entanto, os mercados não foram afetados pelos desenvolvimentos.

Vendas reatalhistas do Reino Unido

As vendas retalhistas, sem as vendas de automóveis, do Reino Unido chegaram a -0,6% ao longo do mês de Novembro, contra +0,3% esperado e 0,0% anterior.
Anualmente, as vendas de retalho do Reino Unido aumentaram 1% em Novembro, contra +2,1% esperado e + 3,1% antes, enquanto as principais vendas de retalho também avançaram 0,8% no mês reportado, contra + 2,7% anteriores e + 1,9% das expectativas.

“Nos três meses até novembro de 2019, a quantidade comprada nas vendas de retalho diminuiu 0,4% em comparação aos três meses anteriores; esta foi primeiro queda desde abril de 2018.
Em 2019, a Black Friday oficial ocorreu em 29 de novembro e fora do período de relatório de Nembro, que abrange quatro semanas entre 27 de outubro e 23 de novembro; as nossas estimativas ajustadas sazonalmente são responsáveis ​​por esta mudança no tempo.
As vendas on-line como uma parte de todo o retalho foram de 18,7% em novembro de 2019, em comparação com os 19,1% registados em outubro de 2019. ”

Implicações no Forex:
GBP/USD reduz os ganhos e cai abaixo dos 1,31 com os dados de vendas retalhistas no Reino Unido, embora a grande fraqueza do dólar diminua a desvantagem antes da decisão do BOE.

Dados de emprego da Austrália

O par AUD/USD manteve ótimos ganhos intradiários de empregos australianos e atualmente está localizado próximo ao topo da negociação diária, em torno da região de 0,6880.
O par aproveitou a modesta recuperação da sessão anterior da região de 0,6840-35 e recebeu algumas ofertas agressivas na quinta-feira em reação aos detalhes do emprego australiano mais fortes do que o esperado para novembro.
O Australian Bureau of Statistics informou que a economia adicionou 39,9 mil empregos durante o mês de Novembro, contra as estimativas que apontavam para um aumento de apenas 14 mil, seguido de uma queda de 24.8 mil em Outubro.
Enquanto isso, a taxa de desemprego também melhorou as expectativas e subiu inesperadamente para 5,2%, o que, juntamente com uma modesta fraqueza do dólar americano, proporcionou um impulso adicional ao movimento do par.
O dólar permaneceu na defensiva depois da Câmara dos Deputados dos EUA votou na quarta-feira acusar o presidente dos EUA, Donald Trump, por abuso de poder e obstrução do Congresso.
Os traders agora aguardam alguns lançamentos econômicos nos EUA, com o objetivo de aproveitar algumas oportunidades comerciais de curto prazo mais tarde, durante o início da sessão norte-americana.

“A maior parte dos novos empregos foi em part-time (+ 35,7 mil), enquanto, os empregos a full-time obtiveram uma subida apenas 4,2 mil. ”